Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Fazer falar os factos

          Sensivelmente um ano depois de lançarmos um olhar sobre a Reforma da Saúde, o Agrupamento de Centros de Saúde Pinhal Litoral II sediado em Leiria, já tem director executivo. No passado dia 2 de Abril, a Carta de Missão foi assinada por Isidro Costa que vem da estrutura da Sub Região de Saúde de Leiria como Director de Serviços para assumir aquelas funções. A Reforma da Saúde, está, pois, em marcha também no nosso concelho que, juntamente com Batalha, Marinha Grande e Leiria, constituem este agrupamento.

Adiciona ao teu Twitter

Segue João Gabriel no Twitter
 

Agrupamento

de Centros de Saúde do

Pinhal Litoral II

Sede
Leiria
Centros de Saúde
Batalha- 16 002 habitantes
Arnaldo Sampaio (Leiria)- 71 306 habit.
Gorjão Henrique (Leiria)-  65 368 habit.
Marinha Grande - 42 287 habit.
Porto de Mós- 27 486 habit.
Recursos humanos afectos ao ACES
Director executivo: 1.
Médicos: 143.
Enfermeiros: 130.
Técnicos de diagnóstico e terapêutica: 24.
Técnicos superiores: 16.
Assistentes técnicos: 153.
Assistentes operacionais: 70.
Informáticos: 2.
Total: 539.
          Gerir processos de mudança é sempre uma tarefa fascinante e, por vezes, dolorosa, dado o cocktail de interesses em jogo e os medos individuais associados à instabilidade provocada por tais processos. Interessa-nos, mais do que tudo, voltar a tomar o pulso à reforma em curso no nosso concelho sob o ponto de vista dos ganhos de saúde para os cidadãos, numa tentativa de proporcionar o esclarecimento da comunidade portomosense.
          Para nos guiar neste novo olhar sobre a reforma em curso, socorremo-nos do relatório apresentado no dia 3 de Março, em Aveiro, por Constantino Sakellarides, Presidente do Conselho Consultivo dos Cuidados de Saúde Primários e Presidente da Associação Europeia de Saúde Pública, para quem “as reformas não se fazem de preconceitos. Têm lugar sempre num contexto cultural, social e económico muito próprio.”  E esse contexto tem, este ano e por vários motivos, características muito peculiares. Este especialista reconhece que se trata “de um ano em que decorre a fase final da actual legislatura e em que têm lugar múltiplos actos eleitorais. Sabe-se como os actores sociais são sensíveis às características próprias de cada ciclo político.”  Para Constantino Sakellarides, “é necessário proteger a reforma dos confrontos eleitorais que se avizinham – fazendo falar os factos”. E deixa o recado: “Seria seguramente sinal de maturidade política que o conjunto do sistema político se associasse na valorização e apoio deste acontecimento extraordinário.”      
           Reconhecidamente ao longo deste ano, e possivelmente ainda no próximo, irão aumentar as situações de pobreza na nossa terra decorrentes da crise global que vivemos. Para Constantino Sakellarides, “as primeiras Unidades de Cuidados na Comunidade e de Saúde Pública a implementar no âmbito dos Agrupamentos de Centros de Saúde poderiam ter aqui um papel relevante a desempenhar.”
          Porto de Mós está a preparar, precisamente, uma destas Unidades de Cuidados na Comunidade.
          “Fazer falar os factos”, é isso a que nos propomos esperando abertura dos Serviços de Saúde na recolha de informação fidedigna e útil para os cidadãos.

ARQUIVO PENSAR porto de mós

20Março08
27Março09
9Abril08
17Abril08

 

publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>feeds