Sábado, 5 de Janeiro de 2008

Carta aberta

Exmo senhor
Rui Cláudio
Pres. Conselho Executivo Escola Sec. Porto de Mós

          Serve a presente missiva para lhe expressar a minha tristeza pelo facto da Escola que dirige não participar na iniciativa da Universidade de Aveiro “Cidades criativas, reflexão sobre o futuro das cidades portuguesas”. Trata-se de um concurso nacional escolar dirigido aos alunos do 12º ano da disciplina de Área de Projecto que está a animar pedagogicamente muitas escolas secundárias do país. O nosso concelho está representado apenas pelo grupo “Os Mirenses” da Escola Secundária de Mira de Aire que constitui um dos 665 grupos inscritos no concurso.
          V. Excia terá certamente razões para que a escola secundária que dirige não ter agarrado esta oportunidade de proporcionar aos seus alunos mais velhos uma reflexão sobre a terra onde vivem e estudam, identificado o potencial urbano, cultural e tecnológico de Porto de Mós e apresentando propostas inovadoras e criativas para a qualificação e valorização da nossa vila. Mas, além do mais, perdeu-se a oportunidade de formar melhores cidadãos.
Porto de Mós, 27 Novembro 2007
Cumprimentos do
Joga
publicado por Joga às 13:04

link do post | favorito
De corrente a 14 de Janeiro de 2008 às 22:49
Caríssimos
É de facto uma tristeza, a existir a possibilidade que pelos vistos existiu, verificar que mais uma vez se revela a fraca qualidade, não das instituições mas de quem as dirige.
1º - Todas as Instituições deveriam ter um gabinete de Comunicação, de forma a tratar dos assuntos relacionados com essas matérias.
2º - Não é de bom tom deixar ao livre arbítrio dos alunos o seu empenho e desenvolvimento no adquirir de competências e no seu respectivo desenvolvimento.

Posto isto, espera-se que para o futuro não seja necessário um blogue , de estrema importância diga-se, para que os representantes e responsáveis das Instituições venham a terreiro insinuar e defender-se daquilo que nada fazem ou que deveriam ter feito, pois para isso é que estão em lugares tão representativos, como a simples Direcção de uma escola.
Sei que não é fácil tamanhas responsabilidades, mas começa a ser tempo em que se devem preparar as pessoas para a delegação de poderes.
Pois de certeza que o Sr. Director não conseguiu inscrever ninguém porque não teve apoio de outros seus consortes, delegando a responsabilidade que deveria ser sua nos alunos, claro deu bota.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>feeds