Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Santos e vilões

          Em S. Jorge, no campo da peleja entre o centro de interpretação da batalha de Aljubarrota e a capela mandada erigir pelo Santo Condestável, há uma lápide rasa com um nome, Pedro Alvares Pereira, e um brasão, o de Castela. A escassos 50 metros, o altar-mor da capela sustenta um quadro com uma imagem, a de Nuno Alvares Pereira, e as insígnias de Portugal bordadas com flores naturais. 

Adiciona ao teu Twitter

Segue João Gabriel no Twitter

          O anúncio da Fundação da Batalha de Aljubarrota que iria colocar um ecrã gigante junto à capela, parecia ser um convite aos habitantes de S. Jorge e de Porto de Mós para assistirem ali às cerimónias de canonização do Santo Condestável, "o santo do povo", como sublinhou, em Roma, o nosso conterrâneo Luis Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros. Mas o poder de mobilização popular, esse, foi quase nulo.

          O vento norte que vinha do lado das instalações do centro de interpretação era um vento frio e pouco convidativo à presença da população naquela celebração. Seis turistas ribatejanos faziam tempo espreitando descontraídos para as televisões LCD. Iam acompanhando as cerimónias enquanto perguntavam a que horas abriam o centro de interpretação. Amantes de História, haviam escolhido por acaso aquele dia para a visita ao campo militar de S. Jorge.

          Dentro da capela sempre se está um pouco mais abrigado, mas nem por isso o ambiente deixa de ser frio, quase desolador. Sentadas nos bancos corridos, catorze idosas e três jovens raparigas assistem às cerimónias com devoção, através de mais uma televisão colocada à frente. Cerimoniosamente, duas senhoras colocam no altar uma tela com a imagem daquele que acabara de ser proclamado Santo pela Igreja e, por isso, acabara de ganhar o direito a um lugar de destaque nos altares.

          Um grupo de crianças, que entretanto trouxeram um pouco mais de calor àquele ambiente, chegaram atrasadas às cerimónias mas também não ficaram por ali muito tempo, uma vez que estava na hora de acabar a lição de catequese na qual aquela fugaz visita à capela estava integrada.

          Trazido pela mão do pai que me diz ser dali da região, Artur, 10 anos, sabe que Nuno Alvares Pereira foi "rei, ganhou a batalha de Aljubarrota e é considerado Santo".

          Cá fora, no campo da peleja e numa imitação de pedra tumular é recordado Pedro Alvares Pereira, irmão de D. Nuno, para muitos considerado um vilão.

          Aljubarrota foi, contudo, muito mais do que uma luta entre os irmãos Pereira. Hoje, entre santos e vilões, todos têm lugar no campo militar de S. Jorge. Não deixa por isso de ser estranho que a população local e a própria Câmara Municipal de Porto de Mós não tenham acompanhado in loco, de forma mais calorosa, a canonização de um Santo do qual se deveriam orgulhar, quanto mais não fosse por uma questão de proximidade. Este "Santo da casa" bem podia ter feito o milagre da cooperação entre a população de S. Jorge e a Fundação Batalha de Aljubarrota.

publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De ricardo a 2 de Maio de 2009 às 08:34
É um novo santo.... Para mim tudo bem, sou católico e um casual participante nas cerimónias religiosas.

Mas para mim Nuno Álvares Pereira é o heroi militar mais conhecido de Portugal.... Espera temos o nosso fundador D. Afonso Henrique é o único que o consegue bater.....

Então acho que era preferível uma cerimónia militar a uma cerimónia religiosa.

Eu bato pala aquele que é conhecido como um dos maiores estrategas Português. Com ou sem a técnica do quadrado com ou sem a ajuda da padeira fossem 7 ou 700 os espanhois

Seja a proporção que quiserem 3 para 1 / 1 para 1 / ou 30 para 3/..... Deste senhor eu não me vou esquecer.

Conta ainda a lenda que dormiu no castelo de Porto de Mós.... Este heroi e agora santo é nosso. Nosso de todos os Portomosenses.

O que a sociedade pode fazer esepcialmente os seus representantes é fazer render mais esta opção turistica.

Não em digam que não o estão a ver para este fim....


Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds