Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

A razão de Febo

          Febo, que significa “brilhante”, era o deus mais belo de Roma. Em Porto de Mós, por detrás deste pseudónimo está alguém que, não dando a cara, passou com elegância o teste de credibilidade. Febo fez luz sobre o problema do abastecimento de água ao Alqueidão da Serra e apanhou o presidente Salgueiro em falso.

 
          Num comentário que colocou no post “Argumentário de Setembro”,  Febo questiona a declaração de Salgueiro ao “Portomosense” quando afirma que “o Alqueidão vai receber água da EPAL, de Mira de Aire, e que o projecto está quase pronto” , apresentando os argumentos que transformam esta afirmação numa pequena mentira, lança mesmo o desafio: “Alqueidoenses, perguntem à EPAL pelo projecto, se existe ou se está nos seus planos de investimentos a remodelação do sistema de Fátima, a partir de Castelo do Bode? “
          Seguindo esta pista, fizemos um pedido de informação junto da EPAL logo no dia 6 de Outubro, do seguinte teor: “no sentido de obter algum esclarecimento fidedigno, desejaria que a EPAL informasse, tão claramente quanto possível, se existe algum projecto ou se está nos seus planos de investimentos a remodelação do sistema de Fátima, a partir de Castelo do Bode, que será fundamental para que a água da Companhia chegue às torneiras de Alqueidão da Serra. Ou, mais simplesmente, existe alguma possibilidade de a EPAL vir a abastecer, a curto prazo, a sede de freguesia de Alqueidão da Serra?"
          A resposta veio a 13 de Outubro:
          “Caro João Gabriel
          Em resposta ao seu pedido de informação, passamos a esclarecer:
          Neste momento e para o Município de Porto de Mós apenas estamos a abastecer Mira d’Aire.
          Qualquer alteração ao sistema actual carece de uma avaliação técnica e económica do subsistema do Médio Tejo.
         Cumprimentos e ao dispor para eventuais esclarecimentos.
          Gabinete de Imagem e Comunicação”
 
          Sabemos que, por via do nosso pedido de informação, a EPAL contactou a Câmara de Porto de Mós e foi marcada uma reunião.
          Isto prova que Febo, um cidadão que não dá a cara, é bem mais credível quando participa num blogue, do que aquele que usa e abusa das páginas do jornal local para “dar a cara” por tudo e por nada. Esta é a razão de Febo.
publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Paulo Sousa a 23 de Novembro de 2008 às 08:57
Perante este inequivoco desmentido, só resta uma solução a João Salgueiro. Tem de ir ao Alqueidão da Serra, juntar o máximo possível de alqueidoenses, e dizer-lhes:
"Caros alqueidoenses,
Já nos conhecemos há muito. Sempre tive a coragem de vos dizer aquilo que queriam ouvir.
Perante o que afirmei aO Portomosense e perante a resposta da EPAL, vão acreditar em mim ou nos vossos olhos?"
De um alqueidoense a 20 de Novembro de 2008 às 21:40
Desmacaraste mais uma vez uma mentira do Salgueiro.
Prometeu o dinheiro do parque eólico.NADA.
Ele diz que tem pareceres juridicos que poem duvidas.
Porque é que ele não os mostra ou nos diz o nome dos juristas que fizeram esses pareceres?
Prometeu que ia pôr a rede de esgotos a trabalhar.
Recebeu do outro praticamente tudo feito. Ainda mandou para aí umas cartas, com a assinatura do outro.
Até agora?NADA.
Ou seja,as questões de fundo :aguas;dinheiro,esgotos,etc, NADA.
Mesmo a obra da junta está a ser feita no terreno que o outro comprou para a fregusia.
Era para o Posto médico. O que temos na saúde?NADA.
Só o esforço das nossas gentes nos deram alguma coisa- a obra da Casa do Povo.
O Salgueiro só na inauguração é que disse que ia propor uma verba PARA O ANO.
É ano de eleições.
O Alqueidão não se pode esquecer das habilidades, ou melhor,mentiras, deste Presidente da Câmara.
Temos fama de ser brutos, mas não somos estúpidos.
De Joga a 20 de Novembro de 2008 às 23:21
Só uma pequena nota sobre os pareceres jurídicos.
Que eu saiba, a Câmara tem dois: um pedido pela Junta de Freguesia do Alqueidão a um jurista de Direito Administrativo e um outro, solicitado por mim pessoalmente ao Secretário de Estado da Administração Local e elaborado com base em toda a documentação (primeiro parecer incluído) que lhe entreguei pessoalmente em Portimão. A Secretaria de Estado enviou depois cópia desse parecer para a Junta de Freguesia e para a Câmara. Do meu ponto de vista este documento faz uma abordagem que sugere que Junta e Câmara devem entrar em acordo. Contudo, não revelarei nunca o seu conteúdo porque, do meu ponto de vista, tal revelação poderia comprometer os interesses do nosso Concelho em favor da empresa eólica.
De José Ferreira a 21 de Novembro de 2008 às 00:37
João Gabriel
como vou lendo os blogs,e como tenho o direito civico de emitir opinião,este seu comentário merece-me 2 ou 3 comentários.
1º Esta questão tem pouco de juridica, porque um contrato,pode ser alterado a qualquer momento, bastando que as partes contratantes,assim o desejem e que não seja posta em causa,a finalidade do contrato.
Assim se a Câmara quiser abdicar das verbas contratadas a favor da Junta,isto não põe em causa o contrato,nem a actividade decorrente do mesmo,logo não existe preuízo algum.
É somente uma questão de opção.
A empresa tem sempre de pagar as verbas devidas.
Se é à Junta ou à CÂMARA, para a EMPRESA É INDIFERENTE
2ºA Câmara na minha presidência fez uma opção, que foi tomada por UNANIMIDADE, e que foi aceite embora com alguma reseva pela Junta de Freguesia, que na data da assinatura do contrato,já tinha recebido verbas.
Tal não sucedia com o Municipio.
3º A sua não revelação do documento só tem na minha optica uma questão: a nulidade do contrato, o que poderia obrigar a Câmara e a Junta a ser obrigadas a devolver as verbas já recebidas e a indemnizar a empresa, pelas perdas de lucros previsiveis e expectantes dos 20 anos de actividade, para além da compensação de prejuízos derivados dos investimentos efectuados.
Naturalmente que isto seria ruinoso para os cofres da nossa administração local.
Penso que não estarei enganado.
Assim, como dizia no inicio, isto não é um assunto juridico,nesta fase dos acontecimentos.
É simplesmente. cumprir ou não cumprir de livre vontade, uma promessa feita.
Trata-se de uma questão de seriedade e assumir a responsabilidade de uma promessa.
Pela minha parte assumi as responsabilidades, em nome de todos,( eu, João Salgueiro,Prof. Rui Neves,Arqº Cardoso,Profª Irene,Dr.Pedro Custódio e Sr. João Neto) os que puseram a sua assinatura nos documentos,sofrendo as consequências.
Seria bom para a credibilidade da administração que todos procedessem da mesma forma.
Outros beneficiaram eleitoralmente da mudança de opinião.
Naturalmente que a conversa nos levaria muito longe.
Cumprimentos.
De Anónimo a 25 de Novembro de 2008 às 22:37
Esgotos do tempo do outro só se foi do Eng. Gomes Afonso. Por outro lado o que mais se ouve é pessoas a bater com a mão no peito que só quando os obrigarem é que os ligam! É muito mais bonito esgotar a céu aberto para onde calha a poluir a bom poluir, escrever "umas postas de pescada" e emitir umas opiniões numa qualquer esquina e dizer que se é bom cidadão, assim é que o país vai para!
Centro de saúde e terreno - não é por falta de terreno que o centro de saúde não se faz!
Obra da Casa do Povo, sem dúvida grande necessidade para a freguesia! É pena que se tenha deixado para segundo plano as obras na cozinha, na lavandaria, uma boa recepção para os idosos, etc. além disso têm-se ouvido grandes donativos das "gentes" da terra, sem dúvida.
Gostei também muito da reflexão do Dr. Zé Ferreira, é pena que o plano político só agora esteja em cima da mesa. Na altura em que tinha poder para o fazer afirmava que a lei dizia que o dinheiro era da Câmara - todo e sem discussão! Agora parece que é politico estaremos nós perante a preparação de um 2º Round da mesma batalha mas com as mesmas armas em mãos diferentes? Olhe que o pessoal não vai segunda vez na mesma cantiga e como dizia o outro a mesma água não passa duas vezes debaixo da mesma ponte.
Por último um desafio a quem tem "os tais pareceres", ponham-nos em cima da mesa discuta-se apresentem-se os ditos principalmente o tal que veio de Portimão sabe Deus em que mãos? O pessoal gostava de ver os tão falados pareceres para que de forma informada se possa pronunciar e com leitura própria da coisa. Para nos deixarmos de leituras, eventualmente, enviezadas e/ou facciosas que só duas ou três cabeças fazem. É um desafio - Publiquem-se esses documentos!
De Joga a 26 de Novembro de 2008 às 01:43
Caro amigo desconhecido,
A interpretação que faço daquele parecer obriga-me a não revelar o seu conteúdo integralmente, como já disse, aliás. Não estou a pretender criar nenhum tabú mas apenas a dizer que ele existe e cujo conteúdo é, do meu ponto de vista, melindroso para os nossos interesses colectivos. Mas tanto a Câmara como a Junta poderão sempre fazer a sua divulgação, se assim o entenderem.
Conhece a expressão "curiosity killed the cat"? Pode ser o caso. Infelizmente o problema ainda não teve uma resolução a contento dos justos interesses da população de Alqueidão e promete ser assunto forte para as próximas eleições autárquicas. Também creio que "a mesma água não passa duas vezes debaixo da mesma ponte".
Um abraço
De Ana Narciso a 20 de Novembro de 2008 às 18:29
Ainda bem que há um esclarecimento sobre este assunto recorrente na Assembleias Municipais e seguramente omnipresente nas conversas do executivo com os seus munícipes Afinal há esgotos , estão feitos só faltam as ligações. O resto é mentira. Mas os blogs ainda não são acessíveis a toda a da gente... é pena .
De Joga a 20 de Novembro de 2008 às 14:24
Caro Anónimo (IP: 83.144.132.72)
Recebi e li com toda a atenção o seu comentário ) sobre A razão de Febo inserido Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008 às 13:31.
Compreendo a sua revolta, mas os termos em que a expressa não me permitem publicar o seu comentário. Não interprete, por isso, esta decisão como qualquer forma de censura ao seu pensamento com o qual, aliás, estou em sintonia.
Obrigado.
JoGa
De Pedro Oliveira a 20 de Novembro de 2008 às 08:49
Um grande agradecimento ao Febo, seja ele quem for.prova mais uma vez que a blogosfera faz mossa aos politicos que teimam em negar as evidências, ou seja, a sua normal tendência para não dizer toda a verdade ou como se costuma dizer na AR, inverdades.
Pena que a nossa comunicação social local, ande tão distraída e preocupada com os links que os blogues fazem dos seus textos.É da vida!

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds