Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Dias difíceis

          No ano em que o governo lança a grande operação de marketing chamada “e-escolinhas”, um impulso tecnológico virado para os jardins de infância, o blogue “Pequenos Jornalistas”, pioneiro entre nós no uso das novas tecnologias por crianças dos 3 aos 5 anos, deixa de fazer parte do projecto pedagógico do Jardim de Infância da Tremoceira com evidentes prejuízos para as crianças que frequentam aquela escolinha.

 
Bogue Pequenos Jornalistas
SEJAM FELIZES :)) é o último post do blogue dos Pequenos Jornalistas que encerra com um hino à Amizade. Don't Worry Be Happy, melhores dias virão.
          25 de Setembro de 2005, último dia da pré-campanha eleitoral para as eleições autárquicas. Com pompa, circunstância e muito eleitoralismo à mistura o presidente da Câmara José Ferreira inaugura aquele Jardim de Infância. Numa acção de “marcação” do nosso adversário (como o leitor saberá, eu era candidato nas listas do PS e responsável pela campanha) João Salgueiro, Rui Neves e outros foram à inauguração e sugeriram que os acompanhasse. Aquela era apenas uma acção de “afrontamento” pouco importante para a nossa estratégia. Como a minha concepção de campanha não passava por inaugurações, fiquei no carro. Enquanto esperava examinei todo aquele foguetório e o que verdadeiramente estava em jogo com aquele melhoramento. “Um dia hei-de voltar aqui...  e entrar”, pensei para comigo em jeito de desafio interior e, ao mesmo tempo, com um certo sentimento de culpa por aquele “uso abusivo” que, também a minha lista, estava a fazer daquela escolinha.
          E voltei.
          Em 2006, levei uma câmara de vídeo e passamos uma tarde a brincar aos telejornais. Fique sobretudo fascinado com a dedicação e competência da professora Graça no uso das Tecnologias de Informação, como instrumento pedagógico, corporizado no blogue “Pequenos Jornalistas” e no projecto “e-twinning”.
          Só a velocidade da internet era obstáculo.
          Assumi voluntariamente o papel de “embaixador” para a resolução do problema, dando-o a conhecer publicamente (ver Uma escola encantadora), falando pessoalmente com o vereador Rui Neves e enviando-lhe uma Carta Aberta.
          Em vão.
          Em 2007 voltei de novo ao Jardim de Infância. Através do blogue dos "Pequenos Jornalistas" fiquei a saber que Maria, uma das crianças, estava muito triste porque a gata dela havia morrido, atropelada por um automóvel. Agora a minha visita foi para levar uma gatinha pequenina que a Maria escolheu através de fotografias que enviei pela Net lá para a escola. Desta vez percebi um certo cansaço e desencantamento da professora, fruto do enorme empenho e de centenas de horas extra dadas ao projecto “Pequenos Jornalistas” sem que houvesse, por parte da Câmara o reconhecimento da necessidade da internet de banda larga, apenas promessas evasivas.
          Recentemente fomos surpreendidos por uma polémica envolvendo o vereador dsa Educação, Rui Neves ,e o Blogue “Vila Forte” nas páginas do “Região de Leiria”.
          Neste jornal, Rui Neves parece questionar-se a si próprio: “Alguma vez faria alguma retaliação que envolve miúdos de três e cinco anos?” Sabemos bem a resposta. E Rui Neves também. Se as crianças estivessem no centro da acção política do vereador da Educação do nosso Município, há muito que o problema (simples, por sinal) da banda larga no Jardim de Infância da Tremoceira estaria resolvido. O resto são indisfarçáveis manobras de diversão e arrevesadas desculpas de mau pagador.
          Tempos difíceis, para as flores deste Jardim…
publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Ana Narciso a 14 de Novembro de 2008 às 19:56
A estratégia ganhadora que lançou, o resultado final que conhecemos com as consequencias públicas e publicadas, será outro dos seus grilhões que o não deixarão sossegado para o resto da sua vida. Há experiências assim. Cada um tem a sua.
De Joga a 14 de Novembro de 2008 às 21:23
Olá Ana Narciso,
Respondendo com a maior seriedade ao seu comentário, que interpreto como um remoque político daqueles a que a nossa política local é fértil, quero dizer-lhe que apenas a minha consciência (formada entre a gente laboriosa e honesta que habita numa parte das serranias do nosso concelho) dita os grilhões que me amarram. Se ainda não está claro, este é o meu auto de Fé: acredito em Deus, na Justiça dos homens e nas virtualidades da Democracia. Na minha opinião, o seu comentário saiu fora de foco...
Abraço
De Ana Narciso a 14 de Novembro de 2008 às 21:54
Aceito a crítica , mas também não está isento nem acima de qualquer critica. Até podia ter corrido bem a sua aposta , mas não correu. Foi só isso que quis dizer. Desejo-lhe melhor sorte para si e para quem apoiar desta vez. Será bom para todos.
De Pedro Oliveira a 13 de Novembro de 2008 às 12:07
Já todos sabemos quem fala verdade neste triste episódio.Vamos aguardar para ver se há humildade politica para reconhecer o erro e, dotar aquela e todas as outras escolas,do Concelho ,de banda larga rapidamente.
Nem de propósito,esta semana Cavaco Silva apelava aos politicos que olhassem para as escolas e que não deixassem os alunos serem info-excluidos uns em relação a outros.

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds