Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

O QREN, a montanha e o rato

          De acordo com as candidaturas ao Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) aprovadas para este ano, o Estado irá investir no nosso concelho o equivalente a 1.513€ por habitante. Parece muito, mas de todos os municípios da região Pinhal Litoral (Pombal, Leiria, Marinha Grande Batalha e Porto de Mós), o nosso concelho é aquele que irá receber menos dinheiro. O concelho da Batalha, por exemplo, vai receber o equivalente a 2.509€ por habitante, cerca de mil euros a mais por cada munícipe.

 

Verbas QREN Pinhal Litoral
 

VERBAS

QREN

POPULAÇÃO VERBAS PER CAPITA
POMBAL 135 MILHÕES 58 617 2.303€
LEIRIA 83 MILHÕES 124 701 665€
MARINHA GRANDE 63,5 MILHÕES 38 030 1.669€
BATALHA 39 MILHÕES 15 542 2.509 €
PORTO DE MÓS 37,5 MILHÕES 24 775 1.513€

          Feitas as contas, rapidamente se percebe que nem com um governo da mesma cor do executivo municipal a Câmara de Porto de Mós consegue capitalizar verbas substanciais em favor do concelho, ou por falta de projectos ou por candidaturas mal feitas ou por simples incompetência. Seja como for, esta é uma tarefa do governo do nosso município cujo resultado é decepcionante.
          Mas a decepção é maior quando percebemos que os problemas de abastecimento de água e de saneamento básico, por exemplo, duas necessidades urgentes do concelho, estão a ser remediadas por pequenas empreitadas aqui e ali e não existe um projecto global e credível candidato a fundos do QREN para resolver este problema estrutural. Ao contrário, o nosso executivo aumenta o preço desse bem essencial que é a água e cria uma taxa para cobrir a receita da extinta taxa de aluguer de contador. Esta é a política do menor esforço que penaliza individualmente cada munícipe e empobrece o concelho.


Verbas do QREN superiores a 1 milhão de euros          Bem sabemos que o próximo ano é ano de eleições e algumas obras inscritas no Quadro de Referência Estratégica não são mais do que obras para “encher o olho” do eleitor distraído. É que, no actual cenário, nem se punha a dificuldade de ter de  optar por uns projectos em detrimento de outros mas apenas se esperava que o executivo municipal fizesse bem todo o trabalho de casa.
          As verbas do QREN para o nosso concelho afiguram-se-nos assim como uma montanha de expectativas… frustradas.
          Porto de Mós merece muito mais.

 

             Oportuno voltar a ler: Obras no Saneamento básico.

publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds