Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Argumentário Abril


           "Há tarifas que não podemos abdicar"
          ►JOÃO SALGUEIRO, presidente da Câmara justificando a criação da Tarifa de Disponibilidade de Utilização da água com a qual pretende substituir a Tarifa de Aluguer de Contador abolida por lei, in O Portomosense.

PensarAnimado

         

          "Estás aqui estás com uma inspecção lá."
          ►
Frase atribuida a RUI NEVES, vereador da Educação. O alvo era João José, vereador sem pasta e chefe do Agrupamento de Escolas de Mira de Aire. E a inspecção foi mesmo, in Região de Leiria.


          "A agricultura no concelho está na pior situação da história."
          ►
ANTÓNIO FERRARIA, presidente da Federação de Agricultores de Leiria, in O Portomosense.
          Posto médico do Juncal ocupa instalações da escola de judo."
          ►
TÍTULO Jornal de Leiria, informando que vila terá a extensão de saúde num edifício remodelado em deterimento de uma nova construção.
          "Porto de Mós constrói casa velório junto a lar de idosos."
          ►
TÍTULO Jornal de Leiria, acrescentado que o edifício será construído no morro de Sto António.
     
     
© Statler & Waldorf são dois personagens da série "The Muppet Show", uma criação de Jim Henson.
publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De corrente a 11 de Junho de 2008 às 22:55
Será que a taxa de DISPONIBILIDADE da água poderá levar à justiça os responsáveis autárquicos aquando da sua interrupção?
Isto é, se eu pago uma taxa pela disponibilidade e ela não existir, mesmo que seja por umas horas, que tipo de compensações tém o consumidor pela não disponibilidade.
Talvez as figurinhas da nossa praça motivassem mais gentes para a política se não andassem tão emparelhadas, isto para parafrasear uma nova expressão de cartelização autárquica quanto às águas.
Talvez o melhor seria aumentar o custo do metro cúbico para o dobro e deixarem-se de tretas de disponibilidades.
Em PORTUGAL como se observa diariamente a contestação está a aumentar dia a dia hora a hora, por culpa de alguns senhores iluminados agregados em parcerias das sociedades secretas ( secretas no âmbito da concertação das suas directrizes de actuação), que não tem vergonha de se auto promoverem em detrimento da degradação de vida dos outros cidadãos que a elas não tem acesso, senão vejamos.
A crise do BCP , substituição das directrizes da OPUS DEY, pelas da MAÇONARIA, REGULAR, LUSITANO OU OUTRO.
O constante empoleiramento de figurinhas que ninguém associa a outras figurinhas, senão vejamos os Senhores juízes com reformas milionárias e os cidadãos com reformas de miséria.
A proliferação dos clãs familiares na política, tais como os Ferreira Leite, os Oliveira Martins, os Pereira Carrilhos, tudo gente ilustre da actualidade mas que já comandam os destinos políticos em PORTUGAL desde os tempos da implantação da REPÚBLICA , não analisamos aqui a competência destas e de outras figuras ilustres ou pelo menos não é essa a minha pretensão, o que pretendo é que exista uma reflexão séria sobre quem é quem e o que esta aqui a fazer se a lutar pelos seus interesses ou se por PORTUGAL.
O 25 de Abril já tem só trinta e quatro anos, mas estes compadres já se concertaram à muito mais, será que todos temos conhecimento disso.
È por causa de assuntos deste tipo que PORTUGAL não avança se se moderniza, não existem melhores condições de vida para todos em geral e não no particular que é o que está a acontecer corporativamente.

Caro JOGA, espero que este meu desabafo, não seja considerado como um " passar de dedos pelo teclado sem nexo no enquadramento deste blog".
Assim, que interesse tem a TAXA de DISPONIBILIDADE com tanto cobrador que para ai existe, não só devem cobrar a taxa bem como procederem ao aumento do custo do metro cúbico se isso vos faz feliz, isto é, reconheço que as delegações de competências cada vez são mais no poder autárquico desresponsabilizando-se o Estado Central dessas tarefas pois está mais empenhado em administrar e promover os compadres, além disso estão longe da plebe que ultimamente não se trem comportado nada bem e que quanto à TAXA acima referida lavou as mãos como PILATOS e se não gostarem da analogia como outro cretino qualquer tipo rodesiano .
Venha a Taxa de disponibilidade, a taxa do ambiente, a taxa dos resíduos sólidos, a taxa dos lixos, a taxa da ocupação da via pública, a taxa por ter nascido, a taxa por ter morrido, a taxa pela antena, a taxa pela retirada da antena, a taxa pela sua recolocação, enfim venham as taxas que o que o pais precisa é de criar incumpridores pois muito brevemente nem nos bancos existe tanto euro para tanta ganância.

Deste meu púlpito mental aqui deixo hoje o meu sermão ao custo de uma taxa zero.

Uma última deixa, a coisa está a azedar e não é culpa do NOSSO EXCELENTÍSSIMO E DIGNÍSSIMO SR. Eng.º Presidente da Câmara JOÃO SALGUEIRO, É DE TODOS OS QUE COLABORAMOS PARA QUE ESTAS COISAS AQUI ACONTEÇAM NO PASSADO NO PRESENTE E NO FUTURO, A CULPA É DE TODOS NÓS QUE NADA FAZEMOS PARA MUDAR ESTE ESTADO DE COISAS, E SE ALGUMA COISA FAZEMOS SE CALHAR TEMOS EM VISTA OS NOSSOS INTERESSES EM PRIMEIRO LUGAR.
Interessante, não é.
VAMOS MUDAR PORTUGAL, VAMOS MUDAR QUEM JÁ NOS GOVERNOU E SE GOVERNOU, QUEM NOS GOVERNA E SE ESTA A GOVERNAR E AQUELES QUE SE PERFILHAM PARA NOS VIR A GOVERNAR PARA SE GOVERNAREM TAMBÉM, E AINDA AQUELES QUE EXCLUÍDOS PELOS SEUS PARTES SE ASSOCIARAM E ESTÃO TENTANDO GANHAR O PODER PARA AJUSTAREM CONTAS COM A AQUELES QUE OS AFASTARAM.

DESTA TRETA TODA OS RESTANTES P
De Ricardo Jorge Almeida Gomes a 13 de Maio de 2008 às 21:38
Sr. Presidente da Camara: Secalhar até podiam ser, bastavam que as lavagens de cara impostas em Porto de Mós usassem sabão azul e não cremes Dove.


Sr. Vereador: O uso da ASAE para ameaças, faz-me lembrar os tempos da velha senhora, na altura era a PIDE.


Sr. Presidente da Federação de Agricultores: Usando o velho credo " Mea culpa........." não conheço a realidade deste tema. Mas como consumidor, tenho de dizer que é impensável os produtores venderem a 10Cent. os intermediários vendem a 1E e o consumidor paga a 1,20 até ver, pois por enquanto paga 1,21.




O posto médico do juncal funcionam na escola de judo, já a casa velório de Porto de Mós funciona nos barracões antingos do Dr. Prudêncio



Casa velório vai ser construida aonde. A obra é importante e necessária, mas a sua localização meus amigos deixa muito a desejar, não há outra hipótese? Os diferentes planos municipais deviam de ter em conta outros critérios, não?
De Joga a 14 de Maio de 2008 às 18:33
Em abono da verdade, a Inspecção referida não é feita pela ASAE mas pela equipa de inspectores do Ministério da Educação.

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds