Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Água contaminada

          Pela primeira vez o município de Porto de Mós lançou um alerta de contaminação da água da rede numa parte do nosso concelho. Em nome da saúde pública cerca de 10 mil portomosenses ficaram privados do consumo deste bem essencial. Talvez tarde de mais, talvez por tempo de mais.

Qualidade da água

         De acordo com resultados de análises publicados, a água para consumo humano já voltou aos indicadores normais. Estes são os valores verificados nas amostras de água recolhidos em diversas escolas da zona afectada:

     ►NITRATOS 

      (Limite legal: 50mg/l)

     Esc. Prim. PMós - 4,4mg/l
     Esc. Prep. Corredoura - 3,7mg/l
     Esc. Prim. Cruz Légua - 3,8mg/l
     Esc. Prim. S.Jorge - 10mg/l

     ►AMÓNIO

      (Limite legal: 0,5mg/l)

      Esc. Prim. PMós - <0,05mg/l
      Esc. Prep. Corredoura - 0,05mg/l
      Esc. Prim. Cruz Légua - 0,05mg/l
      Esc. Prim. S.Jorge - 0,12mg/l

Fonte: Câmara Municipal 

 

Agenda da crise

                                     Janeiro'08

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom

7

8

9

10

11

12

13

14

15

 

 

     

          Passada a crise importa agora analisar o processo para que, de futuro, possa ser melhorada a resposta do município a situações desta natureza. Todos desejamos, no entanto, que estes problemas não voltem a acontecer.
          Muito positiva foi a decisão de fazer o alerta à população assim como o sucesso na rápida identificação da fonte de contaminação (uma suinicultura próxima da Fonte dos Vales, em S. Jorge) e a constante informação prestada pelas autoridades locais quer através dos meios de comunicação social quer no site do município.
          Menos positiva foi a articulação, aparentemente tardia, com os bombeiros para a implementação do plano de contingência no abastecimento de água potável às populações afectadas.
          Negativa foi a demora na obtenção dos resultados das análises químicas da água, quer na detecção da contaminação quer, posteriormente, na monitorização da qualidade da água no cenário de crise. Recorde-se que os munícipes estiveram pelo menos 3 dias a consumir água contaminada. Quando o alerta foi feito “por precaução”, novas análises só voltaram a ser efectuadas vários dias depois. A situação precária dos cerca de 10 mil munícipes exigia que fossem feitas análises pelo menos diariamente para limitar as restrições ao consumo de água ao mínimo tempo indispensável. Esta é uma situação que os nossos decisores políticos deveriam ter em conta quando contratualizam os serviços especializados de controlo da água para consumo humano. Passada a crise, esperamos sem consequências de maior para a saúde das pessoas, que fique a lição.

 

        Diário da crise

 

          Segunda-feira, 7 Janeiro É feita a recolha de amostras de rotina.
          Quinta-feira, 10 Janeiro -  São conhecidos resultados das análises que levantam suspeitas sobre contaminação da água. Autoridade de saúde toma conhecimento.
          Sexta-feira, 11 Janeiro – Confirmada a contaminação. Autoridade de saúde, brigada do ambiente da GNR e fiscalização da Câmara iniciam e concluem com sucesso investigação sobre causa da contaminação. É decidido lançar alerta à população.
          Sábado, 12 Janeiro – Bombeiros iniciam distribuição de água potável junto das populações atingidas.
          Segunda-feira, 14 Janeiro -  Nova recolha de amostras de água. Resultados indicam que valores de Nitratos e Amónio voltaram ao normal.
          Terça-feira, 15 Janeiro – É levantada a restrição ao consumo de água da rede pública.

publicado por Joga às 09:31

link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Anónio a 23 de Janeiro de 2008 às 20:13
Conclusão: o aviso só chegou quando o povo já tinha consumido a água contaminada. Estamos bem entregues! É por isso que eu e a minha família só bebemos água... engarrafada. A saúde está primeiro, bem diz o comunidado do senhor presidente da Câmara.
De ana a 28 de Janeiro de 2008 às 17:17
Realmente a saúde está primeiro, mas a nossa água já não andava boa á uns dias, antes mesmo da suinicultura ter feito a descarga. É muito triste somos dos segundos do país com a água mais cara! E a qualidade???
Já agora a suinicultura já foi penalizada? e como? Afinal o Sr. Presidente prometeu que os responsaveis seriam deveras penalizados!
De MrCosmos a 17 de Janeiro de 2008 às 14:33
Permite-me deixar aqui tambem o link da reportagem da RTP aquando do levantamento da restrição ao consumo da água, para quem não viu:
http://videos.sapo.pt/DCZcfiKjIC8zs4T4613R

sobre este assunto já tive oportunidade de "desabafar" em sede própria, politicamente pouco correcto, Mas também politica não é nada comigo, pois sou dos que a "pratica" apenas no dias de Voto.

Um abraço ao Joga.
Paulo César.

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds