Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Segunda-feira, 9 de Outubro de 2006

O ano da pedra

 

           A pedra que agitou, há um ano, o charco da nossa política caseira, está agora no sapato dos novos detentores do poder municipal. É politicamente insensato menosprezá-la, até porque a caminhada ainda é longa e as expectativas de sucesso deste mandato não podem ser comprometidas por tamanha negligência. A pedra é, afinal de contas, uma cifra: 2,5% da produção do Parque Eólico de Alqueidão da Serra.

          A adesão das freguesias às propostas e à figura de Salgueiro teve várias motivações: se, compreensivelmente, Juncal e Pedreiras deram a vitória a João Salgueiro por razões de proximidade e de berço, outras como Calvaria de Cima, Mira de Aire ou Alqueidão da Serra fizeram-no por um sentimento comum de abandono a que tinham sido votadas pelo anterior executivo municipal. Em Alqueidão da Serra, contudo, houve um facto particular que aglutinou toda a freguesia em torno de Salgueiro - a disputa entre Câmara e Junta de Freguesia da renda do porque eólico instalado mesmo por cima das cabeças dos alqueidoenses. Alqueidão da Serra votou PS generosamente. A vitória de João Salgueiro e da sua equipa foi a concretização da esperança de que justiça haveria de ser feita e de que a renda seria entregue à freguesia. A contenção de Salgueiro ao falar publicamente deste assunto era justificada pelo facto de não conhecer o dossier mas o clima estava criado. Salgueiro aceitou o apoio massivo e empenhado dos habitantes de Alqueidão da Serra e assim firmou um compromisso de honra com as aspirações desta freguesia que se viria a revelar valioso para a sua vitória eleitoral. Basta notar que, por hipótese,  se os alqueidoenses que votaram Salgueiro tivessem decidido votar contra ele, João Salgueiro teria perdido aritmeticamente a maioria absoluta na Câmara e não seria hoje Presidente.

          Um ano depois dá-se, em Alqueidão da Serra, este facto espantoso: objectivamente o clamor continua por cumprir quando a solução política para este diferendo havia sido encontrada naturalmente pelo voto popular. Até parece que o acto eleitoral não valeu de nada e que na Câmara continua a morar o “velho inquilino”, com a diferença do poder reivindicativo da população estar, desta feita, aparentemente sob controlo. 

          Um ano depois, Salgueiro já estará por dentro do dossier, por certo já tomou contacto com pareceres jurídicos sobre o assunto, já terá as opiniões dos seus vereadores, da concelhia do partido, da Junta de Freguesia, já terá uma ideia da reacção dos seus opositores do PSD e do estado de frustração dos alqueidoenses por um ano de indecisão.

          Um ano depois, Salgueiro tem o dever de apresentar uma explicação à população desta freguesia que legitimamente reclama urgência e solidariedade política na clarificação deste assunto. Sendo certo que o regime democrático gera sempre soluções para os problemas políticos, João Salgueiro tem aqui uma boa oportunidade para apurar o seu instinto.

          Este é o tempo em que o Presidente da Câmara deve decidir se quer continuar com a pedra no sapato ou pegar nela e transformá-la numa pedra-de-toque do seu mandato.  

publicado por Joga às 00:01

link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Morgana a 9 de Novembro de 2006 às 19:02
desconhecia que isto estava a acontecer e estou estupefacta. Por amor de Deus, ao menosm pelos Alqueidoenses que lhe deram toda a força, cumpra as promessas!! Nem quero areditar...
De Zéandrade a 29 de Outubro de 2006 às 00:26
Um ano depois, Salgueiro tem o dever de apresentar uma explicação à população desta freguesia que legitimamente reclama urgência e solidariedade política na clarificação deste assunto.

A minha alma está parva.
Pensava eu que as promessas eram para cumprir.
Parece que este senhor (ex-laranja) se deixou "levar" pelo perfume das rosas.
Pelo menos aprendeu depressa...
Mas sabem o que eu que deve ter acontecido: Ele até que se calhar queria cumprir o que prometeu, o problema são os socialistas que voltaram ao poder na terra, sedentos de poder.
Eu sou cá do concelho e conheço bem como eles actuam.

Cumpram o que prometeram... e olhem que já só faltam 3 anos para novas eleições

ass. Zéandrade

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds