Intervenção cívica. Pela PALAVRA livre e responsável, com Porto de Mós como pano de fundo.

NOTÍCIAS porto de mós

Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2007

Alcaria no mapa da confusão

 

          Declarações públicas do presidente da Câmara e do comandante dos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós acerca das futuras atribuições da helipista de Alcaria em detrimento de infra-estrutura idêntica sedeada em Pernes, distrito de Santarém, estão a provocar uma “certa estranheza” no distrito vizinho.

          Fonte próxima do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém mostrou-se surpreendida com o teor de declarações dos responsáveis pela protecção civil municipal ao jornal "O Portomosense", estranhando que Porto de Mós queira obter um meio aéreo para Alcaria à custa do helicóptero baseado sazonalmente em Pernes. Segundo este operacional, Alcaria e Pernes não são concorrentes mas, quanto muito, complementares já que as duas localidades distam cerca de 30 km uma da outra e, por isso, situam-se perto do limite de operação de um helicóptero ligeiro. Este profissional convida os responsáveis pela protecção civil de Porto de Mós a apresentarem argumentos de natureza tecnico-operacional que suportem a  eventual construção de uma base logística em Alcaria e esclarece que estas  infra-estruturas devem ser instaladas em local com boas acessibilidades e com capacidade para acolher uma "Coluna Nacional" composta tipicamente por 30 veículos e 150 homens. É de salientar que Pernes não possui nenhuma base logística e que Santarém tem uma infra-estrutura desta natureza em Constância, num local amplo com acessos privilegiados por estrada ou auto-estrada.

          Helicópteros em terra, confusão no ar. Aparentemente estão a ser cometidos “erros de comunicação” na utilização de conceitos operacionais o que poderá dificultar a definição e concertação entre municípios das medidas a implementar para a prevenção de fogos florestais, para além de não esclarecer a opinião pública.

publicado por Joga às 20:16

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Nuno Oliveira a 5 de Janeiro de 2007 às 20:44
Também não me parece correcto que a reformulação e criação de condições em Alcaria, para sedear meios de apoio aos bombeiros, passe por retirar para este local. o heli ligeiro sedeado em Pernes.
Pelo que li no Portomosense, a intenção é criar condições para colocar no local os GIPS da GNR e o Exercito. Neste cenário o que faria sentido era a permanência de um Heli Pesado.
Se se tiver ainda em conta ainda o "belissimo" trabalho que o Heli ligeiro fez nos incêndios de Agosto (ao fim de várias horas a operar num local, acabou por ter um resultado prático praticamente nulo, pois o fogo continuou descontrolado e não circunscrito, não conseguindo os bombeiros aproveitar nada dessa preciosa ajuda), poderá deprender-se que o mesmo só serviu para gastar dinheiro público. Era preferivel nem sequer ter levantado voo.

Comentar post

>alerta gripe A

Clique aqui

Veja AQUI as recomendações do Departamento de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

 

 

>pensamento do mês

 

>bloco de notas

 
   
>twitter

Segue-me em http://twitter.com
 
 

>vox pop

>iniciativas

 

PrémioPM

saber mais

ver candidatos

 

>videos


 

Impulso Tecnológico

Vídeo-documento

Quebar barreiras

Concelho turístico

Prevenir, prevenir, prevenir

Espírito de Natal

Há Movimento na Serra

PDM com Rosto Humano

>pensamento lógico

 

JUNHO

MAIO 09

ABRIL 09

MARÇO 09

FEVEREIRO 09

JANEIRO 09

DEZEMBRO 08

NOVEMBRO 08

OUTUBRO 08

SETEMBRO 08

AGOSTO 08

 JULHO 08 

 JUNHO 08

MAIO 08

ABRIL 08

MARÇO 08

FEVEREIRO 08

JANEIRO 08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

>posts recentes

> Inauguração

> Argumentário

> Rescaldo eleitoral

> Voto com sentido

> Pré-campanha quente

> Debate autárquico - 2ª Pa...

> Debate autárquico - 1ª Pa...

> Argumentário de Agosto

> Ambientalistas contra par...

> Argumentário de Julho

> O filho pródigo

> Felicidades, Júlio Vieira

> Argumentário de Junho

> Uma questão pessoal

> Um Concelho de Freguesias

> Vêm aí o S. Pedro

> Argumentário de Maio

> Um repto

> Vida de repórter

> Não há factos, só silênci...

>pensar

>edição

>pesquisar

 

>arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

> Março 2008

> Fevereiro 2008

> Janeiro 2008

> Dezembro 2007

> Novembro 2007

> Outubro 2007

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

> Junho 2007

> Maio 2007

> Abril 2007

> Março 2007

> Fevereiro 2007

> Janeiro 2007

> Dezembro 2006

> Novembro 2006

> Outubro 2006

> Agosto 2006

> Julho 2006

>this in English

>feeds